Portugal, solidariedade, ajudar, imagens de portugal, turismo, monumentos de portugal, castelos de portugal, visitar portugal, natureza, noticias de Portugal   Portugal, solidariedade, ipss
Comunidade Vida e Paz
 
Comunidade Vida e Paz


Comunidade Vida e Paz
Telefones 21 846 01 65 / 21 843 97 93
E-mail [email protected]
www.cvidaepaz.pt

 
   
 

Regidos por Princípios maiores que indivíduos:

Os princípios que regem a Comunidade Vida e Paz são universais e aclamados por indivíduos em todos os cantos do Mundo. Aqui tentamos que se confundam com a prática de todos os dias. Para a Comunidade nada é mais importante que o garante da Dignidade da Pessoa Humana, trabalhando para o Bem Comum, em nome de uma Justiça Social baseada no princípio da Subsidiariedade.
Missão

Ir ao encontro e acolher pessoas sem-abrigo, ou em situação de vulnerabilidade social, ajudando-as a recuperar a sua dignidade e a (re)construir o seu projeto de vida, através de uma ação integrada de prevenção, reabilitação e reinserção.
Visão

Pretende ser uma organização de referência e de excelência na criação e dinamização de respostas às necessidades e potencialidades das pessoas sem-abrigo ou em situação de vulnerabilidade social.
Valores

Inspira-se e orienta-se pela Doutrina Social da Igreja e sustenta-se nos seguintes valores:

Esperança
Comunidade
Equidade
Solidariedade
Verdade
Comprometimento
Tolerância
Espiritualidade


DÊ-NOS UMA APITADELA PARA O TELEFONE. As chamadas de valor acrescentado são uma pequena grande ajuda. Pequenos donativos em grande número fazem a diferença! Fazer esta chamada significa lutar contra a pobreza e a exclusão social, de uma forma simples e rápida! Ligue já! 760 50 10 20 (custo da chamada 0,60€+ IVA)

EQUIPAS DE RUA
A Comunidade Vida e Paz começa por conhecer as pessoas sem-abrigo através das equipas de
rua.
Conta com mais de 600 Voluntários que todas as noites, rotativamente e organizados em 56
equipas, percorrem Lisboa em 4 circuitos diferentes nas “carrinhas brancas”, parando em 96
pontos da cidade.
Com esta intervenção pretende-se criar uma relação de confiança, escutar e motivar as pessoas
sem-abrigo a mudar de vida. De forma a facilitar a comunicação entre os voluntários e as pessoas
sem-abrigo, as equipas de rua distribuem alimentos e agasalhos.

--------------------------------------------------
ESPAÇO ABERTO AO DIÁLOGO
A Comunidade Vida e Paz dispõe de um Espaço Aberto ao Diálogo, em Chelas, onde intervém uma equipa técnica que acolhe, motiva, avalia e orienta para as respostas internas ou encaminha para outras instituições e serviços as pessoas sem-abrigo que diariamente são contactadas e sinalizadas pelas Equipas de Rua.
É uma resposta em regime ambulatório, com actividades ocupacionais, refeições e orientação dos utentes na regularização da sua situação (residência, documentação, consultas médicas, procura
de emprego, etc.)

--------------------------------------------------
EQUIPA DE INTERVENÇÃO DIRETA
À Equipa de Intervenção Direta cabe a organização dos circuitos das Equipas de Rua/Voltas da
Noite, a coordenação, o apoio técnico/informativo e o seguimento das situações/problemas
detetados pelos voluntários.

--------------------------------------------------
O programa de recuperação é realizado num dos três centros da CVPaz: Centro da Tomada, Centro do Espírito Santo e Centro de Fátima.

O TRATAMENTO
O modelo terapêutico da Comunidade Vida e Paz tem a duração de 13 meses, sensivelmente, em regime de internato e assenta na reestruturação global de cada indivíduo nas vertentes física, psicológica e espiritual, através de equipas multidisciplinares que acompanham os utentes desde a situação de exclusão à reinserção social.

O programa terapêutico resulta da fusão do Modelo Minnesota com o Modelo Hierárquico.
O primeiro baseia-se na filosofia dos Doze Passos dos Alcoólicos/Narcóticos Anónimos, que ajuda o dependente a modificar os seus comportamentos e atitudes e a responsabilizar-se pela sua recuperação.
O segundo pressupõe um desenvolvimento progressivo de responsabilidades em quatro fases: Despertar, Assumir, Responsabilizar-se
e Reconstruir.


A REINSERÇÃO
A Comunidade Vida e Paz proporciona ainda aos seus utentes a frequência de cursos de formação oficinal com vista à valorização educacional e profissional, reconhecimento e valorização das potencialidades, visando a integração no mercado de trabalho.

A Comunidade tem actualmente dois apartamentos de Reinserção Social para o apoio habitacional inicial, com acompanhamento bio-psicossocial:
- A Casinha em Leiria
- O apartamento da Venda do Pinheiro

Conta ainda com a Unidade de Vida Autónoma (U.V.A.U) - estrutura habitacional destinada a pessoas com problemática psiquiátrica mas boa capacidade autonómica,
- A COVIPAZ - empresa de reinserção social e a UNIVA - estrutura para apoio ao emprego responsável pelos contactos com os Centros de Emprego.
- Programa de Acompanhamento Pós Alta - acompanhamento de todos os
ex-utentes que, após a saída dos programas de tratamento/reabilitação e já autonomizados, careçam de apoio psicossocial, de alojamento ou outro.

--------------------------------------------------
APOIO A FAMÍLIAS CARENCIADAS
O apoio a Famílias carenciadas surge como um prolongamento da ação das equipas de rua. Duas equipas de voluntários acompanham semanalmente um grupo de famílias em situação de carência extrema, ajudando-as a reestruturarem-se e garantindo-lhes apoio na satisfação das
suas necessidades básicas (alimentação, vestuário, saúde e alojamento).

--------------------------------------------------
PROJETO ESCOLAS
Dirige-se às escolas que solicitem e queiram interagir com a Comunidade Vida e Paz no âmbito da
sua intervenção social.
Tem por objetivos:
1 – Sensibilizar, através da participação de colaboradores da instituição, em sessões de
esclarecimento/debate ou no âmbito das atividades escolares, os jovens para os problemas sociais
da pobreza e da exclusão social.
2 - Proporcionar a esses mesmos jovens experiências concretas no exercício da solidariedade,
traduzidas quer na participação ativa no voluntariado a favor das pessoas sem-abrigo quer na
organização de campanhas de apoio;
3 - Contactar com as Pessoas sem-abrigo e organizar visitas de estudo às respostas de apoio
dadas pela Comunidade Vida e Paz às pessoas sem-abrigo.

--------------------------------------------------
FESTA DE NATAL COM AS PESSOAS SEM-ABRIGO
Durante 3 dias é assegurado, com a colaboração de empresas, instituições, Universidade Clássica de Lisboa e cerca 1000 voluntários, o acesso a inúmeros serviços de apoio (espetáculos, vestuário, calçado, balneário, cabeleireiro, “loja do cidadão”, saúde, medicina dentária, apoio jurídico, refeições) e servido o jantar de Natal, preparado por militares voluntários do Exército Português.
Pretende-se com esta iniciativa proporcionar momentos de conforto físico e emocional durante a época festiva.

 

 

  solidariedade solidariedade